Loading

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

ANDA TRAZ-ME CEREJAS

Anda traz-me cerejas que eu ofereço-te o mar

Anda pousa no meu silêncio, deixando-me o teu

Anda, acorda-me da dor, para acordar em ti

Anda dá-me a tua mão, nem que seja em sonho

Anda traz-me cerejas, o mar já espera por nós.


Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Foto