Loading

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

ACORDA-ME À NOITE

Acorda-me à noite com desejo

E verga o meu sono com raiva

Que a lubricidade dorme em mim


Tenho ânsia, parir este amor em ti

Amar-te enquanto sangram as rosas 

Beijar-te em concupiscência de nós


Êxtase dos nossos corpos esculpidos

Lascívia, camélias, rosas, orquídeas

Embriaguez prometida, êxtase poético